quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Final Fantasy XIII-2, oh Final Fantasy XIII-2!


Depois de passar "tanto" tempo jogando XIII-2, tirei minhas próprias conclusões, XIII-2 não foi só para "melhorar" / "ofuscar" seu antecessor, a história do game conversa muito bem com a história de XIII e também com a Fabula Nova Crystallis, mesmo sabendo da criatividade do time da SQEX, não é possível que um game com um ano e meio de produção tenha uma história tão bem bolada assim, mas então, no começo, XIII-2 foi uma decepção para mim, esperava jogar com a Lightning pela maior parte do jogo, trocar paradigmas a cada 5 minutos, e pensar em uma estratégia para enfrentar um boss difícil.



Afinal de contas, a SQEX nos dava a entender que era isso que aconteceria; "...Trará os fans antigos...", "...será melhor que XIII...", e ainda mais, o investimento pesado em marketing com a Lightning, o que parecia que ela séria "jogável", e bem "mais participante" na história, porém, a realidade foi bem diferente. Com certeza o game sofreu uma falta de personagens carismáticos, Lightning foi substituída por Serah, uma mulher sem personalidade que grita com pudins. A prova que Serah não tem personalidade, e que a maioria das "Live Triggers" eram para definir as ações dela, o que tornava maiores os meus suspiros maiores quando via a party de XIII ( menos o Hope, que a gente vê de 5 em 5 minutos).

A falta de Lightning foi ofuscada pela determinação de Caius e a história de Noel. A captura de monstros também ofuscou a falta de personagens jogáveis, ela é divertida e viciante, quem não gostaria de "upar" o seu Odin ou o seu Gilgamesh?
Final Fantasy XIII-2 realmente supera seu antecessor em termos de elementos de RPG, há dezenas de quests, as batalhas voltaram a dar Gil e etc..., porém o jogo tornou-se muito facil, mesmo na dificuldade "normal" os bosses finais podiam ser derrotados em no máximo 5 minutos, e em alguns momentos a história se tornava repetitiva, a quase todo o tempo você escuta a palavar "paradoxo", é paradoxo pra cá, paradoxo pra lá! Mas independente disso a história continua sendo boa, não tão tocante como a do seu antecessor mas é boa, e não poderia terminar sem falar do final, que faz o game parecer incompleto, ninguém merece pagar um jogo, cujo final é um "continua", e ainda ter que pagar por complementos da história e bosses que deveriam já vir no disco.
Apesar dos prós e dos muitos contras, continuo me divertindo com este jRPG, e vou passar a postar dicas para os internautas de plantão. Agora é só esperar a Lightning retornar para nos dar um final dígno a todos os personagens da trilogia.


0 comentários:

Postar um comentário